-

6 curiosidades sobre Albert Einstein

A vida de Albert Einstein é muito mais complexa e misterioso do que costumamos imaginar. Conheça mais sobre a vida e o trabalho do pai da Teoria da Relatividade:

1. Na infância, Albert Einstein não era considerado muito inteligente

Atualmente, Einstein é considerado um dos maiores gênios da história. Contudo, quando criança, seus pais até recearam que ele tivesse algum tipo de problema cognitivo. No livro do jornalista Denis Brian, Einstein: uma vida, sugere-se que os pais de Albert Einstein (Hermann Einstein e Pauline Koch) ficaram alarmados com o tempo que o filho demorou até conseguir falar — o pequeno Alberto só pronunciou suas primeiras palavras aos três anos de idade.
O próprio Einstein, em 1954, comentou o assunto e o medo dos pais:
Os meus pais estavam preocupados porque comecei a falar tarde, comparativamente [a outras crianças], e consultaram um médico por causa disso. Não te consigo dizer que idade tinha na altura, mas não tinha certamente menos de três anos”, revelou.

2. Einstein escreveu seu primeiro artigo científico aos 15 ou 16 anos

Com 15 ou 16 anos, ou seja, entre 1894 e 1895, Einstein escreveu seus primeiros artigos. Todos foram escritos na Itália, para onde a sua família se mudou em 1894. O ensaio, intitulado “Sobre a investigação acerca do estado do éter nos campos magnéticos”, foi enviado ao seu tio materno, Casar Kach, que vivia então em Antuérpia (Bélgica).

3. Einstein era ótimo em física, mas não tão bom em matemática

Aos 21 anos, em 1900, Albert Einstein formou-se pelo Politécnico de Zurique. Nas disciplinas de física mostrou qualidades excepcionais: das 14 cadeiras que frequentou, teve nota máxima em 5. A matemática, por outro lado, não era seu forte, como relata a revista Business Insider, que cita ainda uma frase do físico, já mais velho, que reflete sobre as suas considerações iniciais sobre a disciplina:
Ainda não tinha percebido, enquanto estudante, que um conhecimento mais profundo dos princípios básicos de física estava diretamente ligado aos métodos matemáticos mais complexos.”

4. Depois de se formar, Einstein foi funcionário público

Após sua formatura, Einstei não conseguiu encontrar emprego como professor ou pesquisador em uma instituição de ensino. Assim, foi trabalhar como escriturário no município de Berne, na Alemanha. Lá, Albert começou a trabalhar na sua Teoria da Relatividade — que mudou o mundo como o conhecemos

5. Einstein teve um inimigo famoso: o filósofo francês Henri Bergson

O filósofo francês Henri Bergson foi um dos grandes inimigos de Albert Einstein. Segundo a New Yorker, este ficou “particularmente irritado” pela proeminência de cientistas (que não de ciências sociais) e físicos no meio intelectual (e Einstein era um desses "rockstars"). Bergson, em suas teorias, defendia que a noção de tempo não podia ser reduzida ao tempo cronometrado, visível nos relógios, e que a ciência exata e o racionalismo não eram as melhores ferramentas para compreender a realidade.

6. Einstein chegou a ter dupla nacionalidade

Quando Adolf Hitler subiu ao poder, na Alemanha, e impediu os judeus de exercerem qualquer cargo oficial, Albert Einstein (que era judeu) ficou desempregado, pelo que se mudou pouco depois (ainda em 1933) para os Estados Unidos. Dois anos depois, segundo o Business Insider, pediria nacionalidade americana, que viria a obter em 1940.